select * from especiais2 where especial = 27 order by numero desc - Avenida Nogueira Padilha
Avenida Nogueira Padilha
ComentáriosSeguidoresMatériasImagens




  1    2    3    4    5    6    ..158 
select * from imagens where imagem = 7982

IMAGEM #1 de 158
Ver mais de 1860

Planta da cidade
Acervo/fonte: Cássia Maria Baddini
Data: 1860
Sorocaba/SP
Região central

GALERIAS
Relacionadas

Largo de São Bento
Atualizado: 21/01/2021 02:49:17
25 imagens    Comentários  
Rua Souza Pereira
Atualizado: 15/02/2021 20:48:42
102 imagens    Comentários    Seguidores
Praça Fernando Prestes
Atualizado: 17/01/2021 18:07:41
202 imagens    Comentários    Matérias  
Rua São Bento
Atualizado: 21/02/2021 06:33:14
311 imagens    Comentários    Matérias    Seguidores
Catedral / Igreja Matriz
Atualizado: 21/02/2021 09:19:48
178 imagens    Comentários    Matérias    Seguidores
Rua Cel Benedito Pires
Atualizado: 06/02/2021 19:22:39
151 imagens    Matérias  
Rua XV de Novembro
Atualizado: 17/01/2021 18:07:41
188 imagens    Comentários    Matérias  
Cemitérios
Atualizado: 19/01/2021 06:23:34
29 imagens    Comentários    Matérias  
Geógrafos e geografia
Atualizado: 17/01/2021 18:07:41
29 imagens    Comentários  
Rua Dr. Álvaro Soares
Atualizado: 31/01/2021 18:38:16
115 imagens    Comentários    Matérias    Seguidores
Avenida São Paulo
Atualizado: 17/01/2021 18:07:41
171 imagens    Comentários    Matérias  
Avenida Nogueira Padilha
Atualizado: 11/02/2021 02:24:17
155 imagens    Comentários    Matérias    Seguidores
Rio Sorocaba
Atualizado: 10/02/2021 04:05:49
112 imagens  
Jardim Maylasky
Atualizado: 26/01/2021 02:13:34
32 imagens  

Avenida Nogueira Padilha
Em 1860

Adolfo Frioli
2 de Janeiro de 2021Atualizado: 03/01/2021 05:59:22

Essa região, da Rua Cel. Nogueira Padilha até a Vila Haro, pertencia aos herdeiros de João Pedroso de Almeida, que construiu o primeiro casarão alí.££Doutro lado da Montanha está a Vila Haro, qu"era o "Quilombo dos escravos africanos" dessa Fazenda.££Achados às margens do atual córrego Piratininga, registram essa teoria.£Essas peças estavam nos meus tempos, no Museu Histórico Sorocabano.£O enorme lago guarda "estórias horríveis de suicídios de escravos e escravas", afogamentos de pessoas que passeavam de barcas.£Enfim, aqui não cabem todas essas "estórias" e minha memória já não ajuda muito.£Divirta-se com o que está publicado.£

Trico Lemes
1 de Janeiro de 1958Atualizado: 11/02/2021 02:13:10

Em 1958 eu morava no início da Nogueira Padilha foi quando inaugurou a nova ponte.Em 1967 foi o ano que mudei para São Paulo e a ponte já tinha uns 10 anos.Lembro que tinha a ponte (lado direito sentido centro bairro) onde passavam os carros e a ponte do bonde do outro lado, que foi demolida para a construção de uma nova ponte que depois foi emendada com a velha.

Celso "Marvadão" Ribeiro
20 de Janeiro de 2021Atualizado: 22/01/2021 01:06:05

Por que a atual rua Cel. Nogueira Padilha ainda é chamada de Rua dos Morros? Essa é fácil. Porque é o caminho do Bairro dos Morros, na direção de Votorantim, especialmente do Morro do Garrido e do Morro da Mariquinha. Esse caminho era também chamado de Estrada dos Morros, Estrada do Rio-Acima, Estrada de Votorantim (a rua Campos Salles também era assim chamada).Sim, a Rua dos Morros é reduto da colônia espanhola. Seria por isso que um trecho do corredor é chamado de rua e o outro de avenida? Eheh.££A região da margem esquerda da Cel. Nogueira Padilha, no início, junto à avenida São Paulo,era chamada de Jardim São Domingos, mas toda aquela zona da cidade, até a Santa Casa, levava no mapa o nome de bairro Santa Maria. Seria por isso que a indústria de tecidos que se instalou na Vila Hortência foi batizada como Fábrica Santa Maria?££O Morro do Garrido tem esse nome por causa da Chácara dos Garrido, família espanhola que plantava laranja e cebola, na atual Parada do Alto. A referência familiar para o nome é Maria Garrido Ferrer, casada com Antônio Dias Lopes.££ O trem da Estrada de Ferro Votorantim fazia parada na chácara para atender especialmente à família. No Morro do Garrido aconteciam as encenações da Paixão de Cristo.££A propriedade ficava no eixo da rua Venezuela e junto à Raposo Tavares (variante externa). O morro, referência na paisagem, foi sumindo com o tempo por causa da retirada de terra. Mais recentemente, perdeu bastante do seu volume topográfico pelas obras da marginal da Raposo Tavares, ali onde existe um viaduto, ponto em que a avenida Octávio Augusto Rangel (Votorantim) faz conexão com a rua Venezuela.££Próximo do Morro do Garrido se encontra o Morro da Mariquinha, homenagem a Maria Martins Norcross (Dona Mariquinha), filha de José Martins da Costa Passos, casada com o inglês Ernesto Norcross.££O acidente geográfico recepciona as vilas João Romão e Sabiá, perto da Vila Colorau (teria esse nome porque o local era habitado por um núcleo de famílias de uma fazenda de plantação de urucum, que produz a substância vermelha chamada colorau, que dá cor ao arroz no prato...).££O morro tem no alto uma caixa d’água que parece um disco-voador. Por coincidência, foi o ponto em que, em 1979, apareceram luzes estranhas no céu, atraindo muita gente, inclusive ufólogos de todo o Brasil.££A abertura definitiva da Variante da Raposo Tavares, no início dos anos 60, entre esses dois morros vizinhos e, antes disso, a linha férrea Sorocaba-Votorantim, foram fatores decisivos para a ocupação desta região do Além-Ponte. A variante foi também determinante para a expansão urbana de Sorocaba para os lados do Campolim.

Celso "Marvadão" Ribeiro
22 de Janeiro de 2021Atualizado: 22/01/2021 02:07:40

Por que a atual rua Cel. Nogueira Padilha ainda é chamada de Rua dos Morros? Essa é fácil. Porque é o caminho do Bairro dos Morros, na direção de Votorantim, especialmente do Morro do Garrido e do Morro da Mariquinha. Esse caminho era também chamado de Estrada dos Morros, Estrada do Rio-Acima, Estrada de Votorantim (a rua Campos Salles também era assim chamada). Sim, a Rua dos Morros é reduto da colônia espanhola. Seria por isso que um trecho do corredor é chamado de rua e o outro de avenida? Eheh.

Aluísio de Almeida
29 de Janeiro de 1800Atualizado: 29/01/2021 02:24:45

Em 1880 a Chácara do Quinzinho de Barros dividiu-se em duas. De ambos os lados da estrada dos Morros que as dividia em linha reta, daí o belo traçado da rua Cel. Nogueira Padilha, que começou larga por causa das tropas. Nascendo a Chácara Amarela.

Matérias
Últimas atualizações relacionadas à 1860

14 de Julho de 1842
Após a batalha Feijó e Caxias questionam um ao outro
9 de Novembro de 2020
Os 5 primeiros-ministros de Dom Pedro II
28 de Janeiro de 1933
O ano em que Sorocaba teve 4 prefeitos, 2 deles assassinados
1 de Janeiro de 2020
Personagens da Revolução Liberal


Novas imagensExibir por anoGalerias de imagensArtigos MatériasTemas
Hoje na HistóriaProcurar no siteCidadesReceber atualizaçõesBiografias por categoria
Página no FacebookAutores Biografias<


BRASILBOOK - http://www.brasilbook.com.br
Agradecemos as duvidas, criticas e sugestoes
Compilado por Adriano Cesar Koboyama
Colaboradores:
Simone Garcia
João Libero
Amora G. Mendes, Matheus Carmine