3.239.51.78EXISTE!

www.brasilbook.com.br

MemóriasBiografiasGaleriasImagensTemas




8 atentados políticos no Brasil
Autor: Helen Mendes, com informações de Renan Barbosa [06/09/2018]
Fonte: Gazeta do Povo
Última atualização: 13/12/2020 02:03:31


1° É assassinado em São Paulo o doutor João Batista Líbero Badaró
Sábado, 20 de Novembro de 1830

Redator do Observador Constitucional. “Morre um liberal, mas não morre a liberdade”, disse ele, antes de expirar.

Este assassinato,embora devido à vingança particular, produziu então a mais profundaimpressão no país inteiro, porque Badaró era jornalista.


Referências bibliográficas
Efemérides do Visconde do Rio Branco


Temas relacionados

Assassinatos

Líbero Badaró
32 anos

Jornalista

.24.
São Paulo/SP em 1830


2° Atentados contra José Sarney
Quarta-feira, 8 de Novembro de 1967

Enquanto era governador do Maranhão, José Sarney passou por um atentado contra a sua vida. Em São Luís, no dia 8 de novembro de 1967, o então governador participava de um comício.Quando começou o seu pronunciamento, surgiu na multidão um jovem empunhando uma longa faca, que invadiu o palanque e gritou “Sarney, tu vai morrer agora”. Sarney e os outros políticos ficaram paralisados no palanque. O capitão Albérico Ferreira, tio do governador e seu secretário particular, e Mundinho Guterres interceptaram o jovem.A multidão que assistia ao comício tentou sem sucesso linchar o criminoso, que foi preso.


Referências bibliográficas


Temas relacionados

José Sarney de Araújo Costa
37 anos

Presidentes do Brasil

Vice-presidente

Advogados / formados em Direito

Senadores

Escritore(as)

Governadores de Estado

.1.26.23.25.20.34.
São Luís/MA em 1967


3° Imperador do Brasil, escapa de um atentado
Segunda-feira, 15 de Julho de 1889

O Atentado de Julho foi um atentado sem sucesso contra a vida do imperador brasileiro, Pedro II do Brasil. O atentado ocorreu no dia 15 de julho de 1889, foi realizado na saída do imperador do concerto da violinista Giulietta Dionesi, no Rio de Janeiro. Enquanto saía, D. Pedro foi surpreendido por um jovem bem vestido que atirou contra a carruagem do imperador com gritos enaltecendo a república, porém, não conseguiu atingir o monarca brasileiro. O terrorista conseguiu fugir, porém, foi reconhecido e capturado pela polícia. O rapaz era Adriano Augusto do Valle, um republicano português.O imperador, apesar do ocorrido, decidiu não levar o processo adiante, pois o objetivo do imperador era impedir uma grande repercussão do ocorrido e com isto, o movimento republicano ganhar mais moral e destaque, além, de impedir futuros atentados.[1]


Referências bibliográficas


Temas relacionados

Dom Pedro II
Pedro de Alcântara
64 anos

Família Real

.27.
Rio de Janeiro/RJ em 1889


4° Presidente do Brasil sofre tentativa de assassinato na recepção ao combatent ...
Sexta-feira, 5 de Novembro de 1897

Prudente de Moraes foi ao cais recepcionar os combatentes de Canudos, surge o cabo do exército Marcelino Bispo de Melo, saca um agarruncha e atira na direção do Presidente.

Prudente de Moraes, que usava uma cartola e com ela tentou afastar a arma de sua direção. O atirador apertou o gatilho, 5 vezes. É muito muito importante lembrar que as garrunchas, diferentemente dos revólver atuais, para cada disparo, exige-se muito mais tempo e treino.

Percebendo que a arma de fogo não iria funcionar, o cabo sacou uma arma e ataca o Presidente. Foi quando o Marechal Bitterncourt, então Ministro Guerra, se antepõe, heroicamente, entre a faca e o Presidente Prudente de Moraes e leva ele a facada.

O cabo foi então preso, talvez pela morte do Ministro, que fica sendo chamado de "Marechal de Ouro". Na prisão o assassino se enforca.


Referências bibliográficas


Marcelino Bispo de Melo (1897)
O Homem que tentou matar o Presidente do Brasil



Temas relacionados

Carlos Machado de Bittencourt
1897-
57 anos

Prudente José de Moraes Barros
56 anos

Batalhas e combates

Luís Mendes de Morais
47 anos

Assassinatos

Presidentes do Brasil

Maçons brasileiros

Governadores de SP

Advogados / formados em Direito

.1.2.19.23.
Rio de Janeiro/RJ em 1897


5° Assassinato de José Gomes Pinheiro Machado, no dia em que deveria ser diplomado
Quarta-feira, 8 de Setembro de 1915

Hermes da Fonseca se recusa a assumir sua cadeira no Senado devido ao assassinato


Referências bibliográficas


Temas relacionados

Presidentes do Brasil

Hermes Rodrigues da Fonseca
60 anos

Assassinatos

Hermes Rodrigues da Fonseca
60 anos

Presidentes do Brasil

Maçons brasileiros

Ministro de Governo

Senadores

.1.2.21.25..1.2.21.25.
Rio de Janeiro/RJ em 1915


6° Assassinato de João Pessoa
Quarta-feira, 9 de Julho de 1930



Referências bibliográficas


Temas relacionados

Casos chocantes

Presidentes do Brasil


Recife/PE em 1930


7° Atentado na rua Tonelero contra Carlos Lacerda
Quinta-feira, 5 de Agosto de 1954

Na madrugada de 5 de agosto de 1954, uma tentativa de assassinato foi cometida contra o jornalista e político Carlos Lacerda. Ele foi surpreendido por balas ao chegar à sua casa, no número 180 da Rua Tonelero em Copacabana, Rio de Janeiro.Lacerda era o maior opositor do político Getúlio Vargas. A tentativa de assassinato ganhou importância histórica porque acentuou a crise política pela qual passava o país, pavimentando o caminho para o suicídio de Getúlio Vargas, 19 dias depois.


Referências bibliográficas


Temas relacionados

Carlos Lacerda
Carlos Frederico Werneck de Lacerda
40 anos


Rio de Janeiro/RJ em 1954


8° Atentado do Aeroporto dos Guararapes
Segunda-feira, 25 de Julho de 1966

O Atentado do Aeroporto dos Guararapes trata-se da explosão de uma bomba que ocorreu no saguão do Aeroporto Internacional do Recife no dia 25 de julho de 1966, totalizando duas vítimas fatais e 14 feridos.[1][2] O alvo principal do atentado era o general Arthur da Costa e Silva, então ministro do Exér­cito e candidato à sucessão presidencial. No mesmo dia, explodiriam outras bombas sem causar vítimas, atingindo a sede da União Estadual dos Estudantes (UEE) e a do Serviço de Informação dos Estados Unidos (USIS).[3] Costa e Silva era esperado no Recife para realização de ato de campanha no prédio da SUDENE nesse dia. A bomba explodiria depois que o guarda-civil Sebastião Thomaz de Aquino, ao perceber uma mala abandonada no saguão do Aeroporto dos Guararapes, resolveu retirá-la de lá para entregar no balcão do Departamento de Aviação Civil (DAC), quando explodiu a bomba dentro da maleta


Referências bibliográficas


Temas relacionados

Bombas e explosões

Artur da Costa e Silva
67 anos

Presidentes do Brasil

Presidentes do Brasil

Generais

.1.17.
Recife/PE em 1966


José Sarney de Araújo Costa
1930 - 0

Aviação

Prudente José de Moraes Barros
1841 - 1902



BRASILBOOK - http://www.brasilbook.com.br
Agradecemos as duvidas, criticas e sugestoes
Compilado por Adriano Cesar Koboyama
Colaboradores:
Simone Garcia
João Libero
Amora G. Mendes
Matheus Carmine

testem.asp