cidade:Quem foi o Padre Luiz que dá nome a rua?

www.brasilbook.com.br


  Biografias  

  Cidades  

  História  

  Imagens  

  Temas  



" \\windows-pd-0001.fs.locaweb.com.br\WNFS-0002\brasilbook3\Dados\stats\materias\85.txt
Quem foi o Padre Luiz que dá nome a rua?
Autor: Sandro Aranha
Fonte: Sorocaba Atraves da História
Sábado, 25 de Agosto de 1849
Última atualização: 16/11/2020 02:23:50

Quem foi Padre Luiz e o que ele fez para ter seu nome em uma das principais ruas do centro de Sorocaba?

Luiz Augusto Scicluna nasceu em 25 de agosto de 1849 na cidade grega de Solônica. Foi ordenado sacerdote em Paris em 1873 e veio para o Brasil ficando 19 anos no Seminário do Rio Comprido no estado do Rio de Janeiro.

Segundo historiador Rogich Vieira, nesse período em terras cariocas construiu uma igreja no bairro do Botafogo. Remodelou o Externato de São José em Taubaté e por dois anos foi coadjutor em Jacareí.

Foi enviado para Sorocaba em 24 de março de 1894 pelo Bispo de São Paulo, Dom Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti, e se tornou capelão do Convento Santa Clara, ficando na função por 19 anos, morando na casa próxima ao convento na chamada Rua Municipal.

Durante primeira epidemia de Febre Amarela em 1897, foi a São Paulo pedir autorização dos superiores, para com o auxilio das freiras do Convento Santa Clara, adaptar o antigo Hospital de Bexiguentos, posterior Instituto de Higiene Mental no bairro do Cerrado, a fim de receber doentes de febre amarela. Também foi de fundamental ajuda na segunda epidemia em 1900, junto de outros religiosos como Monsenhor João Soares e Dom Antônio Alvarenga assim sendo homenageados recebendo nomes de ruas em 1901.

Em 2 de março de 1913, passou a prestar serviços a igreja matriz que ainda não era a catedral e que tinha como vigário o cônego Domingos Magaldi. Depois de alguns anos vendo-se a necessidade de algumas reformas foi prontamente incumbido desse projeto que teria inicio em 1918. Conhecedor de matemática e arquitetura acompanhou de perto os trabalhos diariamente, a ponto de se acidentar quebrando um dos braços, quando caiu de um dos andaimes. Construiu o pedestal para um quadrante (relógio de sol) na pracinha em frente à catedral.

Nessa época já morava na Rua Padre Luiz, número 32. Em 1922 construiu a igreja matriz em Salto de Pirapora. Doou o antigo altar da matriz para a Capelinha de Santa Rita recém-construída pelo Dr. Álvaro Soares e também benzeu e rezou nela a primeira missa em maio de 1923;

Em 9 de junho de 1923, houve algumas festividades na igreja e em sua casa em comemoração ao cinquentenário de sua Ordenação Sacerdotal.

Tempos depois Padre Luiz sofreu de uma infecção na próstata que o deixou de cama por quase dois anos, até que em 1927, o Dr. José Stilitano que trabalhava na Santa Casa, chegou à conclusão que seria necessária uma intervenção cirúrgica. Mesmo sendo um caso complicado a cirurgia foi bem sucedida. Infelizmente as condições físicas de Padre Luiz, que já passava dos 70 anos eram precárias, vindo a falecer 4 dias após a cirurgia, em 18 de agosto de 1927.

O cortejo fúnebre saiu de sua casa, com grande participação popular que seguiu o caixão até o cemitério. Os comércios baixaram suas portas em sinal de respeito e várias famílias em casa acompanharam de suas as janeiras a última passagem do padre por sua rua. No cemitério Dr. Afonso Vergueiro falou em nome do povo com elogios e gratidão a bela trajetória que Padre Luiz construiu em Sorocaba.

Fontes: Jornal Cruzeiro do Sul: 18/08/1927; 17/03/1965; 10/05/1975;

Temas relacionados
Febre Amarela
“Sorocabanos” históricos
Galerias de imagens
Rua Padre Luiz
97 imagens
Convento Santa Clara
45 imagens

BRASILBOOK - http://www.brasilbook.com.br
Agradecemos as duvidas, criticas e sugestoes
Compilado por Adriano Cesar Koboyama
Colaboradores:
Luiz Augusto Scarpa, Amora G. Mendes e Matheus Carmine