Celio H. Do Monte
Álbum    Biografias    Galerias    Memórias    Temas  
AtualizaçãoComentáriosMemórias




Celio H. Do Monte
Atualizado 17/02/2021 01:05:26

Em 1.975 na famosa geada negra eu estava em Maringá PR a servico, era Representante comercial e fazia o Norte do Paraná de Cambara até a Foz do Iguaçu, o frio que caiu na região é indiscretivel, eu me hospedava num hotel na Av. Duque de Caxias e os hóspedes circulavam enrolados em cobertores, foi um frio que doía os ossos e isto perdurou por pelo menos uma semana, eu tinha um amigo que era nordestino e que das Alagoas veio pro Rio de Janeiro e pela 1a vez foi ao Paraná, a vida toda este cara viveu sob intenso calor e pegou em Maringá a friaça de uma geada negra. No quarto deste cara tinha um guarda roupas antigo, daquele de dois corpos sem divisão interna, o quarto em que ele estava era com duas camas de solteiro e em cada cama tinha um edredom, ele pegou um dos edredons, forrou o fundo do guarda roupas e pra dormir ele deitava dentro do guarda roupa e se cobria com o outro edredom e ainda fechava as portas do móvel, tudo isto em virtude do frio. Após alguns dias voltei pra Londrina via Astorga e ao longo da estrada fui vendo os cafezais totalmente queimados , parecia que alguém tinha passado pela plantação com uma tocha de fogo incinerando cada pé de café que encontrava pela frente. Confesso, parei meu carro na estrada e chorei muito pelo que eu estava vendo.


Galerias relacionadas
Eventos que marcaram Sorocaba
293 imagens



BRASILBOOK - http://www.brasilbook.com.br
Agradecemos as duvidas, criticas e sugestoes
Compilado por Adriano Cesar Koboyama
Colaboradores:
Simone Garcia
João Libero
Amora G. Mendes, Matheus Carmine