Erasmo Carlos em Sorocaba: socos, tiros e “Paulo do Chevrolet verde-creme”
Fonte: O Cruzeiro/RJ / Cruzeiro do Sul
Terça-feira, 17 de Janeiro de 1967
Última atualização: 16/12/2020 02:31:27



Eram sete horas da manhã quando Erasmo Carlos apareceu na Central de Polícia de São Paulo. Apresentando-se ao Delegado Tobias Delbel Júnior, contou a seguinte história:

"Se não fosse meu Santo Antônio, a esta hora estaria frito, mano. O meu azar não foi na sexta-feira 13, mas no sábado 14.


Erasmo Carlos e seu relato (1967)
Acervo/Fonte: Revista "O Cruzeiro"/RJ

Quando vinha para São Paulo, de avião, ficamos sobrevoando um tempão a pista. Um dos pneus do aparelho estava furado, mas aterrisamos bem, graças ao Santo Antônio.

Depois fui para Sorocaba, onde faria um "show" no Clube Recreativo dessa cidade. Logo na porta, eu e meus companheiros fomos desacatados. No meio do espetáculo o mesmo gaiato quis engrossar, mas eu aguentei firme.


Clube União Recreativo (1973)
Acervo/Fonte: Luiz Alberto Scapol

Na saída, porém, ele continou de piadinhas, e e eu parti para cima do bruto. Brigamos aos socos. Depois quase fui linchado na cidade.

A polícia nos escoltou, com duas radiopatrulhas, evitando que quinze carros, cheios de moços da cidade, nos alcançassem.

Galeria de imagens
Clube União Recreativo
73 imagens


Pelas 4 horas da madrugada, quando chegavamos próximo a uma cidadezinha, chamada Brigadeiro Tobias, a 120 km por hora, escutei cinco disparos de arma de fogo.

Galeria de imagens
Bairro de Brigadeiro Tobias
7 imagens


Atiravam de um Chevrolet verde-creme, com tal sujeito dentro, que soube chamar-se Paulo e ser comerciante de Sorocaba.

Furaram meu carrão todo mas, graças a Santo Antônio, eu e meus companheiros não fomos feridos".


Erasmo Carlos e sua Karman-Guia (1967)
Acervo/Fonte: Revista O Cruzeiro/RJ

O cantor Erasmo Carlos viera a Sorocaba no início de 1967 para um show no Clube União Recreativo.

Mas a apresentação dele acabou em confusão e teve até atentado à tiros, conforme noticiava o Cruzeiro do Sul em 17 de janeiro daquele ano.

A origem de tudo foi um desentendimento do Tremendão com um grupo de rapazes, quando deixava o local do show: ao ser provocado, ele revidara a um deles com um murro.


Clube União Recreativo (1973)
Acervo/Fonte: Luiz Alberto Scapol

Em seu retorno a São Paulo, contudo, o Karmann-Ghia que dirigia fora perseguido por uma perua Chevrolet verde na rodovia Raposo Tavares.

De dentro dela, próximo ao bairro de Maylasky, em São Roque, foram disparados seis tiros: quatro atingiram o pára-lama traseiro esquerdo do seu carro, um pegou na lanterna e outro se perdeu. Erasmo atribui tudo isto a ciúmes dos jovens.

Galeria de imagens
Clube União Recreativo
73 imagens

Não, não é o roteiro de algum filme da Jovem Guarda, ao estilo de Roberto Carlos em Ritmo de Aventura (1968)- na fita o rei é perseguido por bandidos internacionais.

A situação foi real e quase acaba mal para Erasmo, que passou a manhã na Central de Polícia prestando queixa contra seus perseguidores, como mostra a foto de 16 de janeiro de 1967 publicada no Jornal da Tarde.


Erasmo Carlos analisando os tiros que levou em Sorocaba (1967)
Acervo/Fonte: Estadão
Perícia analisa as marcas de tiro no Karmann-Ghia de Erasmo Carlos

O acontecido virou notícia. A matéria do Estado de 17 de janeiro de 1967 contava como uma caminhonete havia “fechado” o carro do cantor na estrada e começado a atirar contra ele.

A matéria do Jornal da Tarde trazia algumas declarações de Erasmo, que relatava como os rapazes da cidade haviam provocado a banda com xingamentos durante a apresentação, e como o clima havia esquentado após ele retribuir a provocação cantando a canção Lobo Mau.


Erasmo Carlos e sua Karman-Guia (1967)
Acervo/Fonte: Estadão
Perícia analisa as marcas de tiros

Nessas horas, as meninas dão força pra gente, gritam muito, e os rapazes então ficam enciumados. Ainda mais que depois eu sempre canto uma música dizendo que eu sou bom, tenho muitas garotas, as meninas correm atrás de mim, tenho carro, essas ondas...

Lá em Sorocaba, logo depois que alguém gritou que eu era bobo, cantei Lobo Mau. Eles devem ter ficado com mais raiva ainda
”, contou.

Na época, Erasmo Carlos tinha 25 anos de idade, mas já era um dos maiores ídolos do fenômeno midiático da Jovem Guarda. Era dono de uma das carreiras mais rentáveis do segmento e possuía uma legião incontável de fãs.
Galerias de imagens
Clube União Recreativo
73 imagens
Bairro de Brigadeiro Tobias
8 imagens
Festas e eventos
127 imagens
Eventos que marcaram Sorocaba
284 imagens

Sorocaba/SP em 1967
São Paulo/SP em 1967
Retrospectiva 1967
imagens

testeselect * from materias where id = 62
1 de Janeiro de 1980
Chacará dos Padres
18 de Dezembro de 2020
Onde Foram Parar os TRENS do Brasil? Por Que o Brasil não tem Trens?
1 de Janeiro de 2021
Esclarecimentos sobre a Casa dos Padres
1 de Janeiro de 1900
A ESTRADA DOS PROTESTANTES E OS PRIMEIROS PRESBITERIANOS EM VOTORANTIM
1 de Janeiro de 1900
Praça 9 de Julho, Largo de Pito Aceso e outras histórias
18 de Fevereiro de 1981
Sobre o rompimento do "tancão" da vila Barão/Nova Esperança
10 de Fevereiro de 2021
O mistério da Casa dos Padres, que assombrou gerações em Sorocaba e Votorantim
12 de Agosto de 2017
Documentário mostra "descoberta" de um marco oculto de Sorocaba


Novas imagensExibir por anoGalerias de imagensArtigos MatériasTemas
Hoje na HistóriaProcurar no siteCidadesReceber atualizaçõesBiografias por categoria
Página no FacebookAutores Biografias<


BRASILBOOK - http://www.brasilbook.com.br
Agradecemos as duvidas, criticas e sugestoes
Compilado por Adriano Cesar Koboyama
Colaboradores:
Simone Garcia
João Libero
Amora G. Mendes, Matheus Carmine