Wildcard SSL Certificates
Ano:  
'



Reunião no prédio da Câmara “a fim de resolver-se pacificamente a emancipação completa dos escravos” aqui residentes, “sem desorganização do trabalho”
Quarta-feira, 21 de Dezembro de 1887
Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul (2004)


Sobre o processo de emancipação o jornal Cruzeiro do Sul (2004) relata:A 21 de dezembro de 1887, o Diário de Sorocaba convoca os proprietários de escravos a uma reunião no prédio da Câmara no dia 25, “a fim de resolver-se pacificamente a emancipação completa dos escravos” aqui residentes, “sem desorganização do trabalho”.

A Comissão Emancipadora, composta por Antônio José Ferreira Braga, Joaquim José Loureiro de Almeida, Manoel José da Fonseca, Eduardo Antero da Cunha Vieira, José Teixeira Cavaleiros, José Loureiro de Almeida, Francisco de Souza Pereira, Cristiano Exel, Joaquim Firmino de Toledo Penteado, Olivério Pilar e Manoel Nogueira Padilha, além de convocar os senhores de escravos, passaram a visitá-los antes do dia da reunião.

No dia 14, o jornal de Maneco Januário informa: No passeio queanteontem deu, a Comissão Emancipadora, conseguiu 160 liberdades,sendo 14 incondicionais, e o restante, com a cláusula de serviço por umano. Hoje continua ela a sua gloriosa tarefa”.No dia de 27 de dezembro de 1887, a manchete proclama: SorocabaRedimida. A notícia esclarece que no domingo, dia 25, haviam se reunido,no prédio da Câmara Municipal, muitos senhores de escravos convocadospela Comissão Emancipadora.Aclamado presidente da assembléia, o Dr. Ferreira Braga informou quehaviam sido obtidas 460 cartas de liberdade, e que a Comissão seencarregaria de passá-las, designando o dia 1º. de janeiro para a entregasolene aos libertos. Designou o dia 6 do mês entrante para nova reunião,agora com os lavradores, a fim de libertar-se todo o município.A decisão aqui tomada teve grande repercussão na Província de São Paulo,gerando iniciativas semelhantes em outras cidades. Há quem não a valorizealegando que a ela colocava para os escravos a condição de servirem seussenhores por um ano mais. A Lei Áurea, que veio logo a seguir, concedeu alibertação imediata.Os críticos não levam em conta que um dos argumentos contra a abolição,utilizado durante décadas pelos escravocratas, era o risco dedesorganização da atividade agrícola que ela trazia consigo. O serviçocondicional foi a forma que os abolicionistas de Sorocaba encontraram paradesarmar, sem atritos, aquele fator de resistência. ((Sorocaba. Uma HistóriaIlustrada 350 anos . A trajetória silenciosa dos escravos e a abolição emSorocaba. Fascículo 14 p.222, 04) .

Escravizados em Sorocaba

Antônio José Ferreira Braga

Escravizados no Brasil

Olivério José do Pilar

em Retrospectiva

Últimas materias
07/08/2022
De São Paulo a Sorocaba
03/08/2022
Caminho até Ipanema
03/08/2022
Aniversário de "Sorocava"
31/07/2022
Etepararange
30/07/2022
Corrigindo Luiz Castanho de Almeida: Parte III
30/07/2022
Corrigindo Luiz Castanho de Almeida: Parte II
29/07/2022
Análise da obra de Luiz Castanho de Almeida: Parte I
29/07/2022
Sorocaba: no limite de Tordesilhas
29/07/2022
Minas de "Surucava"
29/07/2022
Primeiro ouro foi descoberto na região de Sorocaba em 1562





Biografias/temas
Imagens
História
Cidades



Hoje na história!


Hoje na História: 10 de Agosto
41 registros


BRASILBOOK - http://www.brasilbook.com.br
Agradecemos as duvidas, criticas e sugestoes
Compilado por Adriano Cesar Koboyama
Colaboradores:
Simone Garcia
João Libero
Amora G. Mendes, Matheus Carmine