' Inventário de Diogo do Rego e Mendonça Vila de Santa Ana da Parnaíba, sitio e fazenda de Marianna de Proença, na paragem Aputerebi - 30/01/1668 de ( registros) Wildcard SSL Certificates
font-size:75;' color=#ffffff
  Ano    Cidades    Pessoas    Temas
EDITAR
Inventário de Diogo do Rego e Mendonça Vila de Santa Ana da Parnaíba, sitio e fazenda de Marianna de Proença, na paragem Aputerebi
30 de janeiro de 1668
fonters
PROJETO COMPARTILHARCoordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org SL. 7º, 241, 1-9 Marianna de Proença foi casada com dom Diogo do Rego e Mendonça, falecido em 1668 em Parnaíba. Em 1661 eram moradores em Sorocaba . Teve (C. O. de S. Paulo):2-1 Maria2-2 Izabel, faleceu na infância. Subsídios à Genealogia Paulistana (Regina Junqueira) Maria e Izabel não foram filhas de Mariana de Proença, conforme está na GP mas sim filhas bastardas de Dom Diogo.Isabel já era falecida em julho de 1668.Maria é citada no testamento de Aleixo Leme de Alvarenga, marido de Ana de Proença, em janeiro de 1675 (SAESP 19º, neste site).DIOGO DO REGO, DomInventário Vol 17, fls. 177 a 188Data: 30-1-1668Local: Vila de Santa Ana da Parnaíba, sitio e fazenda de Marianna de Proença, na paragem Aputerebi.Juiz Ordinário e dos Órfãos: Antonio Dias DelgadoEscrivão dos Órfãos: Antonio da Rocha do Canto.Avaliadores: João Dias Diniz e Manuel Paes Farinha.Declarante: a viúva Marianna de Proença e Francisco Barbosa de Abreu testamenteiro do dito defunto. Assinou pela viúva seu cunhado Aleixo Lemme de Alvarenga. E logo pelo testamenteiro Francisco Barbosa de Abreu foi dito que ele dera o testamento do defunto de que era testamenteiro fechado com cinco pontos ao juiz ordinário e dos órfãos da vila de Utuguassu João Diniz da Costa para lhe por o cumpra-se e que eles não tornaram a dar a ele dito testamenteiro por interessarem vir a fazer este inventário e por esse respeito não o entregava para se acostar a este inventário. Herdeiros nesta fazenda:- a viúva e- duas meninas órfãs Maria e Izabel, bastardas. Avaliações. Tutor e curador das duas meninas a Francisco Barbosa de Abreu. fls. 186, em aos 9-7-1668 por Francisco Barbosa de Abreu foi dito que era morta uma das meninas e a outra que se chama Maria a qual é herdeira de sua irmã defunta.


FONTE:99\\windows-pd-0001.fs.locaweb.com.br\WNFS-0002\brasilbook3\Dados\cristiano\registros\22118fontex.txt


Procurar



Hoje na História


Brasilbook.com.br
Desde 27/08/2017
28375 registros (15,54% da meta)
2243 personagens
1070 temas
640 cidades

Agradecemos as duvidas, criticas e sugestoes
Contato: (15) 99706.2000 Sorocaba/SP