Wildcard SSL Certificates
Ano:  
InícioHistóriaBiografiasCidadesTemas
'



Combate de São Borja
Quinta-feira, 3 de Outubro de 1816


1816 — Combate de São Borja em que o tenente-coronel José deAbreu (depois marechal de campo e barão de Cerro Largo) derrotaa divisão do coronel Andrés Artigas.

Abreu tinha sido destacadodo Ibirapuitã pelo general Curado, para socorrer o general ChagasSantos, comandante do distrito das Missões Brasileiras.

Desde o dia21, Andrés Artigas sitiava este último general em São Borja, com doismil correntinos e guaranis; no dia 28, havia sofrido grande perda emum assalto que dera às nossas trincheiras. No dia 21, Abreu repeliu,na foz do Ibicuí, a divisão de Pantaleón Sotelo; no dia 27, derrotou umtroço de inimigos em Ituparaí; na manhã de 3 de outubro, apresentou-sediante de São Borja com 693 homens das três Armas rio-grandenses epaulistas, e duas peças. Andrés Artigas foi completamente desbaratado,perdendo 470 mortos e prisioneiros, as duas peças que tinha, toda abagagem e dois mil cavalos. Os inimigos fugiram, uns pelo Passo deSão Borja, outros na direção de Botuí. Em perseguição destes, marchouuma coluna de cavalaria, comandada pelo capitão Paula Prestes (ver 4 OBRAS DO BARÃO DO RIO BRANCO564de outubro); contra os outros, o general Chagas expediu a artilharia, ainfantaria de São Paulo que viera com Abreu, e a de Santa Catarina queestava na vila. A artilharia, assestada na margem e dirigida pelo tenenteLuz, de São Paulo, afugentou a canhoneira de Justo Yedros e meteu apique outra carregada de fugitivos. Em menos de um mês, foram assimexpulsos os invasores do distrito das Missões.

José Gervasio Artigas

Barão do Cerro Largo

Francisco das Chagas Santos

Batalhas e combates

Cavalos

Cidades relacionadas
São Borja/RS

em Retrospectiva


BRASILBOOK - http://www.brasilbook.com.br
Agradecemos as duvidas, criticas e sugestoes
Compilado por Adriano Cesar Koboyama
Colaboradores:
Simone Garcia
João Libero
Amora G. Mendes, Matheus Carmine