InícioHistóriaBiografiasCidadesTemas




Atualização: 05/11/2021 14:10:25


Ontem postei um mapa de 1914 (imagem 2) no qual a posição de Aparecidinha levantou dúvidas entre os membros do grupo “Lembranças Sorobacanas”. Fiz uma pesquisa, e realmente nós temos um problema aqui. Claramente e repetidamente os mapas antigos denominam o atual bairro de Aparedicinha como Nossa Senhora de Monserrate, a famosa e repetida nos registros documentais anteriores a fundação de Sorocabas. Como por exemplo o de Antonio Zatta por exemplo, feito em 1785 (imagem 1).

Se todos os geográfos e cartógrafos estão certos, todos os historiadores e pesquisadores estão errados...


APOTEROBY, PIRAGIBU ou APARECIDINHA

Se referem ao mesmo lugar! Piragybá, ou piragybe ou piragybe vem de "Pirá-gyba", a barbatana, o braço de peixe. Nome de um valoroso chefe dos Potiguaras. O mesmo vocábulo aparece, algumas vezes, com a forma ybti, entrando na composição de outro, como se verifica do nome Putribú, da povoação antiga, situada entre Itu e Sorocaba, e que, decerto, provém da corruptela de Potyraybú, que se traduz fonte das flores.

Se a grafia Apoteroby, usada em velhos documentos já nos chega viciada, como é bem possível, o nome Putribú passou primeiro pela corruptela Apotera-obú, aliás procedente ainda de Potyra-ybú.

O “primeiro branco” em Sorocaba era o português Afonso Sardinha, que depois de residir em Santos passou para São Paulo, erguendo Foi entrando para o sertão, à procura de ouro e prata, pelo Tietê abaixo, tendo principiado no Jaraguá. Do Ibituruna (junto a Pirapora) obliquou para a serra do Piragibú tomando como referência um morrete isolado o Aputribú. Daí avistou a linda montanha ao poente. Descendo pelo vale do Pirajibú ao campo de Pirapitinguí (...)

Do Ibituruna (junto a Pirapora) obliquou para a serra do Piragibú tomando como referência um morrete isolado o Aputribú. Daí avistou a linda montanha ao poente. Descendo pelo vale do Pirajibú ao campo de Pirapitinguí (...) atravessou o rio Sorocaba, ou na atual rua 15 ou na barra de Pirajibú, e somente três léguas de campo o separavam do cobiçado morro coberto de ,espêssa mataria. A data mencionada é apenas aproximada, , pois inclui a exploração nos outros pontos tos mencionados.

Bateou algum ouro (...) se encontrava em quantidade pequena em muitos rios da região e viu um minério de reflexo metálico que julgou ser prata e, enfim, fazendo roçar uma clareira no ribeiro (...) subiu até as fontes, deu a primeira martelada em minério de ferro no. Brasil. [1]


Em setembro de 1611 começa o silêncio na história de Sorocaba e os e, curiosamente, Aparecidinha começa a ser povoada. Em Aparecidinha foi encontrado no século XIX igaçabas. Igaçaba é a denominação dada a um recipiente de barro, geralmente de boca larga, usada para guardar líquidos, farináceos e outros gêneros; quiçaba. urna funerária dos indígenas; camotim. [2]


O primeiro documento oficial em que se registra a palavra "Sorocaba, de que se tem notícia é o testamento de Isabel de Proença, segunda esposa de Balthazar Fernandes, de 28 de novembro de 1654. Este documento também cita as terras a "paragem de Aputeroby" como sendo propriedade da família.

Esse documento só foi descoberto em novembro de 1960 no Arquivo Público de São Paulo.A hipótese é que o título adotado por Balthazar, que foi "Nossa Senhora da Ponte" e não Sorocaba, se deveis à própria ponte de Sorocaba, existente no lugar, tem contra si que a capela foi ficar a um quilometro da ponte e em 1660 o topônimo era somente "paragem de Soracaba"; em 1654, quando esse nome sonoro surge escrito no primeiro documento existente, era fazenda, sítio de Sorocaba. Teriam escrito "da ponte de Sorocaba". [3]


APARECIDINHA PERTENCIA SANTA ANA E NÃO SOROCABA

A situação "geográfica" não é das mais simples. Por algum tempo Santa Ana de Parnaíba existiu entre Sorocaba e Itu. O segundo testamento do fundador de Sorocaba foi registrado na fazenda de seu genro, Miguel Bicudo Bejarano “na paragem Aputeroby, vila de Santa Ana da Parnahyba da Capitania de São Vicente”. [4]


Em 30 de janeiro de 1668, após a fundação de Sorocaba, o inventário de Diogo do Rego e Mendonça Vila de Santa Ana da Parnaíba, outro genro de Balthazar Fernandes, foi registrado no “sitio e fazenda de Marianna de Proença, na paragem Aputerebi”. [5]


Mapa do Brasil (01/01/1785)


Mapa (01/01/1914)


BIOGRAFIAS E TEMAS RELACIONADOS


“Sorocabanos” históricos
Bandeirantes
Fazendas
Bairro de Aparecidinha / Aputerebi
Diamantes, ouro e prata
Balthazar Fernandes
Senzalas
Francisco de Sousa
Fábrica de Ferro de Ipanema
Escravizados em Sorocaba
Afonso Sardinha, o Velho
Serra de Araçoiaba/Biraçoyaba
Capelas/Ermidas
Vuturuna
Bituruna
Escravizados no Brasil
Nossa Senhora de Montserrate
Mariana de Proença
Caminho de Curitiba
Pela primeira vez
Eventos que marcaram Sorocaba
Mulheres sorocabanas
Isabel de Proença Varella
Mosteiro de São Bento
Escolas em Sorocaba
Cláudio Furquim de Camargo
Nossa Senhora do Pilar
Mosteiros de São Bento
Diogo do Rego e Mendonça
Baltazar Carrasco dos Reis


Fontes/Referências:

[1] 01/01/1580
*Afonso Sardinha (45 anos) adquiriu uma grande fazenda em São Paulo (o nas serras de Iguamimbaba, que agora se chama Mantaguyra, na de Jaraguá, termo de S. Paulo, na de Vuturuna (São Roque), na de “Hybiraçoyaba (Sorocaba)”
190 Washington Luís p.190;191 ...
[2] 01/09/1611
Começa o silêncio: Moradores da Vila de Nossa Senhora de Monte Serrat sem mudam para o Itavuvu e fundam a vila de São Felipe e "Aparecidinha" começa a ser povoada
Memória Histórica de Sorocaba ...
[3] 28/11/1654
Testamento de Isabel de Proença é assinado em Santana de Parnaíba
"Balthazar Fernandes: Culpado ...
[4] 21/04/1660
Registro do segundo testamento de Balthazar na fazenda de Miguel Bicudo Bejarano na paragem Aputeroby, vila de Santa Ana da Parnahyba da Capitania de São Vicente
"Balthazar Fernandes: Culpado ...
[5] 30/01/1668
Inventário de Diogo do Rego e Mendonça Vila de Santa Ana da Parnaíba, sitio e fazenda de Marianna de Proença, na paragem Aputerebi
projetocompartilhar.org/SAESPp...

Digite o ano:


Digite o ano
BiografiasBiografiasBiografiasBiografias


Biografias
 (1274)


Temas
 (488)


Cidades
 (497)





BRASILBOOK - http://www.brasilbook.com.br
Agradecemos as duvidas, criticas e sugestoes
Compilado por Adriano Cesar Koboyama
Colaboradores:
Simone Garcia
João Libero
Amora G. Mendes, Matheus Carmine